“Brasil poderia viver em isolamento”, disse Eike em entrevista à rede BBC

Empresário enalteceu mais uma vez os recursos naturais do país e afirmou que Estados Unidos e Europa precisam apertar os cintos

São Paulo – O presidente do grupo EBX, Eike Batista, enalteceu mais uma vez o Brasil em uma entrevista à rede pública britânica BBC. Citando a importância das exportações para alguns setores da economia brasileira, Eike afirmou que “o Brasil poderia viver em isolamento”.

O empresário destacou que o Brasil tem recursos naturais únicos parecidos com o dos Estados Unidos, na metade do século passado. O empresário usou como exemplos o pré-sal, a quantidade de água disponível e a áreas livres para agricultura.

“Somos a parte do mundo que está crescendo”, disse Eike. Para o empresário, existirão dois mundos diferentes: um que está crescendo – o das economias emergentes, que inclui o Brasil – e o outro, com Estados Unidos e Europa tendo que apertar os cintos e corrigir seus gastos excessivos. Ele disse que os países em dificuldades financeiras podem tomar o Brasil como o exemplo.

O Brasil poderia viver um movimento de migração similar ao que aconteceu nos Estados Unidos nos 90, segundo o empresário, a migração de pessoas de outros países para fazer fortuna aqui. “Entre os Brics, somos os mais ocidentalizados, com democracia forte. Não acho que nossos colegas Brics têm uma democracia forte como a nossa”, disse.

Questionado sobre como a economia britânica poderia voltar a crescer, Eike sugeriu que as multinacionais invistam em países que estão crescendo e citou como exemplo a Rolls Royce. “Vir aqui, manufaturar aqui e explorar os consumidores aqui, isso é o que os coreanos estão fazendo, vocês precisam de consumidores”, disse.