Brasil deixa pela 1ª vez lista dos 25 países mais confiáveis para investir

É preciso caminhar a passos largos para voltarmos ao radar dos investidores até 2022, diz o estudo da consultoria A.T. Kearney

São Paulo – O Brasil não está mais entre os 25 principais destinos de capital estrangeiro do mundo, segundo levantamento da consultoria A.T. Kearney.

É a primeira vez que isso acontece desde que a lista começou a ser publicada, em 1996. O país figurava entre os cinco destinos mais confiáveis entre 1998 e 2013.

“Entre 2017 e 2018, o impeachment de Dilma Rousseff, a Operação Lava Jato e a incerteza sobre as eleições presidenciais contribuíram para o declínio”, diz Mark Essle, sócio da A.T. Kearney no Brasil.

A queda no ranking foi gradativa. Em 2016, o Brasil ficava na 12ª posição. No ano seguinte, caiu para 16ª e, em 2018, perdeu mais nove posições, aparecendo em 25º lugar.

Isso reforça a ideia de que viver apenas de commodities é perigoso”, analisa Essle no estudo.

A matéria-prima representa grande parte das exportações brasileiras, o que faz com que o país se beneficie quando os preços internacionais do produto sobem. 

A agenda econômica do governo Bolsonaro é positiva, segundo destaca o estudo, à medida que “aponta para melhorias de competitividade, desburocratização e simplificação dos impostos”, mas precisa ser acelerada.

“É preciso caminhar já e a passos largos para voltarmos ao radar dos investidores até 2022”, alerta Essle.

Vejas quais são os destinos com maior índice de confiança para investimentos estrangeiros diretos:

Posição País
1 EUA
2 Alemanha
3 Canadá
4 Reino Unido
5 França
6 Japão
7 China
8 Itália
9 Austrália
10 Singapura
11 Espanha
12 Holanda
13 Suíça
14 Dinamarca
15 Suécia
16 Índia
17 Coreia do Sul
18 Bélgica
19 Nova Zelândia
20 Irlanda
21 Áustria
22 Taiwan
23 Finlândia
24 Noruega
25 México