Brasil assina dois acordos bilaterais com Guiana

Acordos foram assinados em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença de Michel Temer e do presidente da Guiana, David Granger

Brasília – O governo brasileiro assinou na manhã desta quinta-feira, 21, dois acordos bilaterais com a Guiana nas áreas de infraestrutura e combate à seca.

Eles foram assinados em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença de Michel Temer e do presidente da Guiana, David Granger, que está em visita ao Brasil.

O primeiro acordo prevê que o Brasil apoie, por meio de projeto de engenharia, pavimentação de trecho de uma estrada Lethem-Linder, na Guiana.

Segundo o Itamaraty, esse trecho favorecerá o comércio e escoamento da produção da região Norte do Brasil, principalmente Amazonas e Roraima, para o Caribe e mercados norte-americano, asiático e europeu.

O segundo acordo estabelece a colaboração do Exército brasileiro para perfuração de poços artesianos na região do Rupununi, também na Guiana.

De acordo com o Itamaraty, o projeto deverá beneficiar 10 mil pessoas, em sua maioria indígenas, que vivem próximas à fronteira com o Brasil e sofrem com os efeitos da seca.

Após a reunião, Temer irá para o Palácio do Itamaraty, onde participará da LI Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados.

Lá, também participará de almoço oferecido pelo governo brasileiro aos chefes das delegações de outros países que participam da Cúpula.