Bolsonaro diz que comércio com China poderá ser ampliado em seu governo

O presidente eleito afirmou que, após conversa com o embaixador chinês, ficou claro que a China não quer deixar de fazer negócios com o Brasil

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, disse nesta segunda-feira que o comércio com a China poderá até ser ampliado e que, após conversa com o embaixador chinês, ficou claro que o país asiático não quer deixar de fazer negócios com o Brasil.

Após investimentos bilionários no Brasil nos últimos anos, empresários chineses estão aguardando sinalizações de Bolsonaro para definir movimentos de investimentos, disse a Câmara Brasil-China disse à Reuters nesta segunda-feira.

Durante entrevista à TV Bandeirantes, Bolsonaro afirmou também que, nos pontos em que houver antagonismo entre ele e Sérgio Moro, anunciado como ministro da Justiça e Segurança Pública na semana passada, eles negociarão um meio termo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s