Bolsas da China fecham estáveis e pressionadas por commodities

O índice CSI300 ficou estável e o índice de Xangai teve variação negativa de 0,05 por cento

Xangai – As bolsas chinesas fecharam estáveis nesta quarta-feira, com as ações de recursos básicos sendo pressionadas por temores de que quedas acentuadas nos mercados futuros de commodities do país poderiam levar os reguladores a apertar os controles para diminuir a volatilidade.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, ficou estável e o índice de Xangai teve variação negativa de 0,05 por cento.

Os contratos futuros de minério de ferro na China caíram 9 por cento nesta quarta-feira, recuando acentuadamente pela segunda sessão consecutiva em meio a novas perdas nos preços do aço.

O restante dos mercados da região foi sustentado por uma pausa nas vendas generalizadas de títulos globais e pelo fortalecimento do dólar, além de ovas máximas atingidas em Wall Street.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, avançava 0,19 por cento por volta das 7:38, recuperando-se da mínima de quatro meses atingida nesta semana.

O índice Nikkei de Japão teve alta de 1,1 por cento, a máxima de nove meses, graças a um dólar mais forte ante o iene.