Bolsas da Ásia e do Pacífico fecham majoritariamente em alta

Em Tóquio, o Nikkei avançou 0,59%, a 17.967,41 pontos, terminando o dia no maior nível em dez meses

São Paulo – As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, lideradas pelo mercado japonês, que foi beneficiado pela desvalorização do iene frente ao dólar, em meio a maiores expectativas de que os EUA voltarão a elevar juros no próximo mês.

Em Tóquio, o Nikkei avançou 0,59%, a 17.967,41 pontos, terminando o dia no maior nível em dez meses.

A bolsa japonesa também entrou em “mercado altista”, ao acumular ganhos de mais de 20% desde a última mínima que atingiu, em junho.

Em depoimento no Congresso americano, a presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Janet Yellen, disse ontem que a instituição poderá aumentar juros “relativamente logo”, sugerindo que o ajuste virá na reunião do Fed em dezembro.

Além disso, indicadores de inflação e do mercado de trabalho dos EUA, publicados também ontem, vieram favoráveis, sugerindo que a maior economia do mundo continua em recuperação e reforçando apostas de que o Fed elevará juros no mês que vem.

Como resultado, o dólar se fortaleceu de modo geral e, em relação ao iene, atingiu os maiores níveis em mais de cinco meses durante a madrugada, gerando apetite por ações de exportadoras em Tóquio.

Em outras partes da Ásia, o índice Hang Seng subiu 0,37% em Hong Kong, a 22.344,21 pontos, enquanto o Taiex registrou alta marginal de 0,15% em Taiwan, a 9.008,79 pontos, e o filipino PSEi subiu 0,25%, a 7.067,73 pontos.

Na China, porém, o pregão foi de perdas moderadas. O Xangai Composto recuou 0,49%, a 3.192,86, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto apresentou baixa de 0,26%, a 2.111,28 pontos. Outra exceção na região asiática foi o mercado sul-coreano, onde o índice Kospi recuou 0,30%, a 1.974,58 pontos.

Algumas bolsas asiáticas vêm operando pressionadas nas últimas sessões, em meio à leitura de que altas de juros pelo Fed deverão levar os investidores a transferir recursos de ativos emergentes para os EUA.

Na Oceania, a bolsa australiana subiu 0,4%, com o índice S&P/ASX 200 a 5.359,40 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.