BNDES aprova venda de distribuidora da Eletrobras

Falta agora apenas a aprovação da privatização da distribuidora de Alagoas, Ceal, que terá a audiência remarcada

Rio – Em clima de muita confusão e algumas agressões físicas, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) conseguiu aprovar nesta quarta-feira, 28, a venda de mais uma distribuidora da Eletrobras, a Cepisa, do Piauí, faltando agora apenas a aprovação da privatização da distribuidora de Alagoas, Ceal, que será remarcada após manifestantes impedirem na terça-feira, 27, a realização da audiência pública.

O BNDES, responsável pela privatização das seis distribuidoras da Eletrobras, já realizou audiência pública para as distribuidoras Boa Vista Energia, em Roraima; Amazonas Energia; Ceron, em Rondônia; e Eletroacre. A audiência de Alagoas ainda não tem data nem local para ser realizada, o que será informado em breve, disse o BNDES.

O banco afirmou que, apesar “das dificuldades colocadas por um grupo de manifestantes agressivos, e em grande parte graças à ajuda importante da Polícia Militar, todos os ritos legais para realização da audiência foram cumpridos”.

O presidente da Eletrobras Piauí, Arquelau Siqueira, chegou a ser atingido por uma cadeira, segundo uma fonte presente ao evento.

O edital da privatização das distribuidoras deve ser publicado em 15 dias úteis. O leilão está previsto para 30 de abril.