Bernanke deve manter o curso de política do Fed

Chairman não deve sugerir uma aguardada mudança, apesar de certa especulação de que pode em breve reduzir seu programa de compra maciça de títulos

Nova York – O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, não deve sugerir uma aguardada mudança de política quando ele fizer declarações diante do Congresso norte-americano nesta quarta-feira, apesar de certa especulação entre investidores de que o banco central dos Estados Unidos pode em breve reduzir seu programa de compra maciça de títulos.

Um aliado próximo de Bernanke, o presidente do Fed de Nova York, William Dudley, destacou repetidas vezes na terça-feira que as condições econômicas incertas significam que é muito cedo para determinar a redução da intensidade das compras mensais de 85 bilhões de dólares em bônus pelo Fed.

“É muito cedo para tomar essa decisão” disse Dudley em entrevista à Bloomberg TV na terça-feira, mas que foi ao ar nesta quarta-feira. “Acho que daqui a três ou quatro meses teremos uma noção muito melhor sobre se a economia está saudável o suficiente para superar o peso fiscal ou não.”, acrescentou ele.

Bernanke pode dar mais luz sobre o modo de pensar das 19 autoridades do Fed ao testemunhar diante do Congresso às 11h00 (horário de Brasília).

As observações de Bernanke serão sucedidas pela divulgação às 15h00 (horário de Brasília) da ata da última reunião de política monetária do Fed, realizada em 1o de maio, a qual economistas esperam que dê mais detalhes sobre como o BC norte-americano eventualmente irá administrar a retirada dos estímulos.