BCE mantém juros e aumenta previsão de crescimento

Instituição também manteve a facilidade de depósito, que remunera depósitos overnight em bancos centrais nacionais, em -0,20%

Nicósia – O Banco Central Europeu (BCE) decidiu nesta quinta-feira manter as taxas de juros na zona do euro no mínimo histórico de 0,05% para impulsionar o crescimento e evitar uma deflação.

O BCE informou que o conselho de governo, reunido em Nicósia (Chipre), também decidiu deixar inalterada a taxa de juros de facilidade marginal de crédito, por meio da qual se empresta dinheiro a um dia em 0,30%.

Além disso, a instituição manteve a facilidade de depósito, que remunera depósitos overnight em bancos centrais nacionais, em -0,20%, o que penaliza aos bancos que façam depósitos no BCE.

O presidente do BCE, Mario Draghi, anunciou em entrevista em Nicósia que o banco começará a comprar dívida pública da zona do euro em 9 de março.

Além disso, o banco revisou para cima suas previsões de crescimento e para baixo as projeções de inflação da zona do euro em 2015 em função da queda do preço do petróleo.

Draghi disse que os analistas da instituição preveem agora que a zona do euro crescerá 1,5% neste ano e 1,9% em 2016, contra a projeção de 1% e 1,5%, respectivamente, de dezembro do ano passado.

O BCE prevê que a economia da zona do euro crescerá 2,1% em 2017. Estas são as primeiras projeções da instituição neste ano.