BCE aceitará bônus da Grécia como garantia para empréstimos

A decisão de retomar o financiamento após 16 meses ajuda a restaurar a confiança no setor bancário grego

Frankfurt – O Banco Central Europeu (BCE) afirmou nesta quarta-feira que voltará a aceitar os bônus soberanos do governo da Grécia como colateral para as operações de empréstimos da instituição, reabrindo um canal de financiamento barato que pode dar novo gás à economia local.

A decisão de retomar o financiamento após 16 meses ajuda a restaurar a confiança no setor bancário grego, e pode trazer também o desmonte, nos próximos dias, de parte das medidas de controle de capital levantadas em 2014.

A medida foi anunciada após o acordo entre a Grécia e os credores internacionais, que abriu espaço para a liberação de cerca de 7,5 bilhões de euros para o governo em Atenas, o que ajuda a minimizar os temores sobre um colapso financeiro do país.

Em um comunicado, o BCE afirmou que “levou em consideração a aprovação do primeiro desembolso da segunda tranche” do programa de resgate.

A decisão não significa que o BCE irá começar a comprar os bônus gregos como parte de seu programa de compra de ativos, conhecida pela sigla QE. Esta possibilidade será considerada “em um próximo estágio”, afirmou a instituição. Fonte: Dow Jones Newswires.