BC russo eleva taxa básica de juros para 8,0%

Banco Central alegou que o impacto das tensões geopolíticas no rublo russo pode impulsionar as expectativas de inflação

Moscou – O Banco Central da Rússia elevou a taxa básica de juros para 8,0%, de 7,50% anteriormente, ao alegar que o impacto das tensões geopolíticas no rublo russo pode impulsionar as expectativas de inflação.

A alta continuada de preços não tem desacelerado como o esperado, disse o banco. “A intensificação destes riscos deve fazer com que as expectativas de inflação permaneçam elevadas e cria ameaças para que a inflação supere a meta nos próximos anos”.

A atual meta da instituição é de 4,0% e o índice de preços ao consumidor (CPI) ficou em 7,8% em junho. “Se os riscos de alta inflação persistirem, o Banco da Rússia deve continuar a elevar a taxa básica de juros”.

O banco espera agora que a inflação recue no segundo semestre, para cerca de 6,0% a 6,5% até o fim do ano, contanto que não haja choques negativos.

Esse quesito inclui aumento da “tensão geopolítica”, a possibilidade de movimentos de política monetária de outros países, o que poderia impactar a taxa de câmbio do rublo, e mudanças na política de tarifas e impostos.