BC prevê alta de 4% no preço da gasolina este ano

Além do combustível, o Banco Central prevê estabilidade nos preços do gás de cozinha, alta de 2,8% nos preços da eletricidade e de 2,9% nas tarifas de telefonia fixa

Brasília – O Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje pelo Banco Central, elevou a projeção de alta dos preços administrados por contrato e monitorados em 2011 para 4,6%, ante reajuste de 4,0% considerado no último relatório, de março. O BC considerou uma elevação de 4,0% nos preços da gasolina; estabilidade nos preços do gás de cozinha (GLP); alta de 2,8% nos preços da eletricidade; e de 2,9% nas tarifas de telefonia fixa.

A projeção de reajustes dos itens administrados para 2012 é de 4,3%, ante a estimativa de 4,4% no documento de março de 2011, no cenário de referência. Para 2013, o BC elevou a projeção de alta dos administrados de 4,3% para 4,4%.

PIB

O Banco Central manteve em 4% a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2011. O Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje pela autoridade monetária, ressalta que o modelo que gera as projeções de expansão da economia utiliza duas variáveis: o produto potencial e o hiato do produto. Por isso, “os erros de previsão associados a essas projeções são consideravelmente maiores do que os erros contidos nas projeções de inflação”.