BC obtém ganho de R$ 16,2 bi com reservas internacionais

No primeiro trimestre de 2013, as reservas internacionais apresentaram rentabilidade negativa de 2,04%

Brasília – O Banco Central informou nesta quinta-feira, 05, seu balanço que obteve ganho de R$ 16,291 bilhões com as reservas internacionais no primeiro semestre de 2013.

No primeiro trimestre de 2013, as reservas internacionais apresentaram rentabilidade negativa de 2,04%. Considerando-se o custo de captação do BC, o resultado líquido das reservas foi negativo em 3,68% (R$ 27,763 bilhões).

No segundo trimestre, a rentabilidade das reservas foi positiva em 7,57%. Com o custo de captação, foi positiva em 5,66% ou R$ 44,054 bilhões.

O custo da manutenção das reservas cambiais é calculado diariamente pela diferença entre a taxa desse estoque, incluindo a variação cambial, e a taxa média de captação apurada pelo BC.

A instituição lembra que a correção cambial considera a conversão dos ativos para a moeda nacional, “não se configurando resultado realizado do ponto de vista financeiro”.

Excluindo essa correção, as reservas internacionais apresentaram, no primeiro trimestre de 2013, rentabilidade positiva de 0,16%, sendo composta pela incorporação de juros (0,22%) e pelo resultado da marcação a mercado dos ativos (-0,06%). Descontado o custo de captação, o resultado líquido foi negativo em 1,48% ou R$ 11,181 bilhões.

No segundo trimestre, a rentabilidade das reservas foi negativa em 1,51% (+0,24% com juros e -1,75% de marcação a mercado), totalizando 3,42% negativos (R$ 26,563 bilhões) quando considerado o custo de captação. Por essa metodologia, houve perda no semestre, de R$ 37,744 bilhões.