BC fecha acordo sobre coordenação com a força-tarefa da Lava Jato

A coordenação foi decidida com base na medida provisória que endurece a fiscalização e sanções que poderão ser adotadas pelo BC e pela CVM

São Paulo – O Banco Central informou nesta sexta-feira que fechou um acordo com a força-tarefa da operação Lava Jato para que haja coordenação com o Ministério Público Federal em casos que envolvam a apuração simultânea de ilícitos administrativos e penais.

A coordenação foi decidida com base na medida provisória que endurece a fiscalização e sanções que poderão ser adotadas pelo BC e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em casos de fraudes e irregularidades.

Editada pelo presidente Michel Temer no início de junho, a MP eleva a multa máxima do BC a bancos e instituições financeiras a até 0,5 por cento da receita de serviços e de produtos financeiros ou até 2 bilhões de reais.

De acordo com a nota enviada pelo BC, a definição no encontro desta sexta-feira — que contou com a participação de procuradores e diretores do BC e de procuradores da República — deve resultar numa emenda a ser proposta à atual redação da MP.