BC da Argentina mantém taxa básica de juros em 28,75%

O Instituto Nacional de Estatísticas e Censos informou que o índice de preços ao consumidor da Argentina teve elevação de 1,4% em novembro

São Paulo – O Banco Central da República Argentina (BRCA) manteve inalterada em 28,75% a taxa básica de juros da economia do país.

De acordo com a instituição, a evolução do núcleo da inflação ao consumidor do país tem tido “um resultado favorável” nos últimos meses, “quebrando o nível de persistência observado até o terceiro trimestre”.

Mais cedo, o Instituto Nacional de Estatísticas e Censos (Indec) informou que o índice de preços ao consumidor da Argentina teve elevação de 1,4% em novembro ante outubro. O núcleo, por sua vez, avançou 1,3%.

“Os indicadores de alta frequência monitorados pelo BRCA mostram que, neste momento, o núcleo da inflação mantém sua dinâmica favorável em dezembro”, diz o BC argentino.

Para o BRCA, a autoridade monetária considera que o “nível atual da política monetária é adequado para minimizar o impacto do aumento de preços regulados”.