BC britânico mantém juros em mínima recorde

Risco de uma nova recessão na zona do euro e a cautela do Fed sugerem que a primeira alta dos custos de financiamento na Grã-Bretanha pode ser adiada

São Paulo – O banco central britânico manteve a taxa de juros na mínima recorde nesta quinta-feira, uma vez que o risco de uma nova recessão na zona do euro e a cautela do Federal Reserve, BC dos Estados Unidos, sugerem que a primeira alta dos custos de financiamento na Grã-Bretanha pode ser adiada.

O Comitê de Política Monetária do BC britânico manteve a principal taxa de juros em 0,5 por cento, nível em que está desde o auge da crise financeira, cinco anos e meio atrás.

A decisão de manter a taxa de juros inalterada era esperada por todos os 60 economistas consultados em pesquisa da Reuters. O comitê informou também que continua com o compromisso de manter em 375 bilhões de libras (607,5 bilhões de dólares) o estoque de ativos que adquiriu sob seu programa de compra de títulos públicos.

O Comitê de Política Monetária não deu outras declarações sobre a perspectiva para a política monetária ou a economia.