Barril sobe mais de US$1 após declaração sobre corte da Opep

Alta se deve às perspectivas de um possível corte na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo

Nova York – Os contratos futuros do Brent e os negociados nos Estados Unidos (WTI) subiam mais de 1 dólar nesta terça-feira, com perspectivas de um possível corte na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Notícias de que a Líbia poderá limitar a produção após foguetes atingirem uma área perto de uma refinaria também davam sustentação aos preços.

Por volta das 12h40 (horário de Brasília), o contrato novembro do Brent subia mais de 1 dólar, a 99,32 dólares o barril.

O primeiro contrato do petróleo dos EUA, o outubro, subia 1,61 dólar, a 94,53 o barril.

O secretário-geral da Opep, Abdallah El-Badri, disse nesta terça-feira que espera que o grupo reduza sua meta de produção em uma reunião prevista para o final de novembro, para algo em torno de 29,5 milhões por dia, 500 mil bpd abaixo da meta atual.

“Conversas de que a Opep está reduzindo a produção deram um impulso ao mercado, e as notícias sobre a Líbia são importantes porque o mercado está esperando que a recuperação das exportações do país continue”, afirmou o analista Phil Flynn, da Price Futures Group em Chicago.