Barbosa vê recuperação da economia ao longo do próximo ano

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão disse esperar que a economia brasileira comece a se recuperar "ao longo de 2016"

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, disse hoje (29) esperar que a economia brasileira comece a se recuperar “ao longo de 2016”.

“Com a redução da inflação, a taxa de juros pode voltar a cair”, disse a deputados e senadores, em audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO), na Câmara dos Deputados.

No entanto, de acordo com o ministro, o primeiro passo para recuperar o crescimento é tomar algumas medidas restritivas, por exemplo, a suspensão de concurso público. Segundo o ministro, houve turbulências na economia nos últimos meses, mas, diminuídas as incertezas, deve haver “reflexo imediato nos juros e no câmbio”.

Nelson Barbosa discutiu com os parlamentares a Proposta de Lei Orçamentária (PLOA) para 2016 e o Plano Plurianual para o período de 2016 a 2019.

O governo negocia com o Congresso a aprovação de um pacote de medidas para corte de gastos e aumento de receitas no Orçamento do próximo ano. O objetivo é cobrir déficit de R$ 30,5 bilhões previsto para 2016 e garantir superávit primário de 0,7% do Produto Interno Bruto (soma dos bens e riquezas produzidos em um país).

Entre as medidas pretendidas pelo governo estão uma nova Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira, aumento da alíquota do Imposto de Renda Pessoa Física sobre ganho de capital nas operações acima de R$ 1 milhão, congelamento do reajuste do funcionalismo público até agosto do ano que vem.