Bancos britânicos superam testes de resistência

O organismo que supervisiona o Banco da Inglaterra considerou que os sete bancos têm o capital adequado para enfrentar uma crise "severa"

Sete grandes bancos britânicos superaram os testes de resistência ante uma eventual crise preparados pelo Banco da Inglaterra, anunciou a instituição.

A Prudential Regulation Authority (PRA), organismo que supervisiona o Banco da Inglaterra, considerou que os sete bancos têm o capital adequado para enfrentar uma crise “severa”.

A PRA calculou o impacto de uma forte desaceleração da economia chinesa, da Eurozona, assim como uma queda do petróleo abaixo da cotação de 38 dólares por barril.

“Os resultados dos testes de resistência sugerem que o sistema bancário está suficientemente capitalizado para apoiar a economia real em uma situação de grave tensão mundial que poderia afetar o Reino Unido”, afirma o Banco da Inglaterra em suas conclusões.

Apesar da análise geral, existem diferenças entre os bancos.

A PRA revelou que Barclays, HSBC, Lloyds, Nationwide e Santander UK não mostraram fragilidades na segunda fase dos testes de resistência.

Mas o Royal Bank of Scotland (RBS), que escapou da falência graças ao Estado, e o Standard Chartered ficaram abaixo dos outros em algumas avaliações.