Banco Mundial prevê contração de 0,7% do PIB da Rússia

A instituição revisou em baixa a previsão de crescimento da economia russa, e prevê uma contração de 0,7% do Produto Interno Bruto para 2015

Moscou – O Banco Mundial revisou em baixa, nesta terça-feira, sua previsão de crescimento da economia russa devido à queda do preço do petróleo, e prevê uma contração de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) para 2015, que pode ser mais acentuada com a queda dos preços do petróleo.

O BM fez suas estimativas baseada em um barril de petróleo a 80 dólares, embora o PIB possa recuar até 1,5%, caso caia para os 70 dólares.

Na última segunda-feira, o preço do petróleo bruto foi o mais baixo em cinco anos. O barril de “light sweet crude” (WTI) foi cotado a 63,05 dólares em Nova York, e, em Londres, o Brent do Mar do Norte fechou a 66,19 dólares.

O governo russo, que também revisou em baixa suas previsões, projeta uma retração de 0,8% em 2015 depois de um crescimento de 0,6% em 2014.

A economia russa sofreu uma acentuada desvalorização nos últimos anos, passando de um crescimento do PIB de 8% nos dois primeiros mandatos de Vladimir Putin (2000-2008) para 1,3% em 2013. Os analistas atribuem o recuo ao modelo econômico extremamente dependente do petróleo e do gás.

O fenômeno se agravou neste ano com as sanções ocidentais a Moscou em resposta à anexação da Crimeia e ao suposto apoio aos separatista do leste da Ucrânia.

A recente queda dos preços do petróleo só piora ainda mais a situação, já que a maior parte das receitas do país é oriunda dos hidrocarbonetos.

Tudo isso tem contribuído decisivamente para a desvalorização do rublo, de 40% em relação ao dólar e de um terço em relação ao euro, gerando aumento dos preços que afeta o consumo.