Autuações ligadas à Lava Jato devem chegar a R$ 15 bi em 2017

Receita já cobrou R$ 10 bilhões até 2016 em fiscalizações ligadas à Lava Jato

Brasília – A Receita Federal já cobrou R$ 10 bilhões até 2016 em fiscalizações ligadas à Operação Lava Jato. De acordo com o subsecretário de Fiscalização da Receita, Iágaro Martins, a estimativa é que esse número chegue a R$ 15 bilhões até o fim do ano, como antecipou o Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) em fevereiro.

Neste momento, o Fisco tem 77 auditores dedicados a analisar um imenso volume de dados da Lava Jato.

A Receita desenvolveu um sistema específico para a operação, chamado de SisLava, que permite buscas em 3,5 milhões de páginas de documentos com 58 mil pessoas jurídicas e físicas citadas.

“Conseguimos saber, por exemplo, todas as vezes em que um alvo é citado nas investigações e estabelecer redes de relacionamentos entre os citados”, explica.

Já foram instaurados 1.392 procedimentos fiscais no âmbito da operação, dos quais 850 ainda estão em andamento.