Atividade empresarial da zona do euro fica estagnada em dezembro

Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) Composto final do IHS Markit subiu para 50,9 em dezembro, de 50,6 em novembro

Londres — A atividade empresarial da zona do euro permaneceu perto da estagnação no final do ano passado, mostrou uma pesquisa nesta segunda-feira, uma vez que a melhora na atividade de serviços compensou apenas parcialmente a queda na indústria do bloco.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) Composto final do IHS Markit subiu para 50,9 em dezembro, de 50,6 em novembro.

O resultado foi melhor do que a estimativa preliminar, que sugeria permanência no ritmo do mês anterior, mas continuou perto da marca de 50 que separa crescimento de contração.

“Outro mês de atividade empresarial fraca em dezembro encerrou o pior trimestre para a zona do euro desde 2013. Os dados do PMI sugerem que a zona do euro teve dificuldades para crescer mais de 0,1% nos três últimos meses de 2019”, disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

O PMI do setor de serviços se recuperou para 52,8 de 51,9 em novembro, acima da preliminar de 52,4. Mas o PMI da indústria divulgado na semana passada mostrou que o setor contraiu pelo 11º mês em dezembro.