Atividade da construção civil cai pela quinta vez seguida

A Sondagem Indústria da Construção, divulgada hoje (25), mostra que o indicador da evolução do nível de atividade situou-se em 49,2 pontos no mês

Brasília – A atividade da construção civil caiu em setembro, pelo quinto mês consecutivo, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A Sondagem Indústria da Construção, divulgada hoje (25), mostra que o indicador da evolução do nível de atividade situou-se em 49,2 pontos no mês, abaixo da linha divisória dos 50 pontos.

Os indicadores da sondagem variam de zero a 100. Valores acima de 50 pontos são considerados positivos. A queda mais acentuada ocorreu para as pequenas empresas (indicador de 48,7 pontos). A sondagem também mostra que a indústria da construção reduziu o quadro de empregados em setembro. O indicador de evolução do número de empregados ficou em 48,8 pontos no mês.

Os empresários da construção mantiveram-se insatisfeitos com a margem de lucro operacional no terceiro trimestre. O indicador ficou em 46,8 pontos, com melhora de 2 pontos em relação ao trimestre anterior. A situação financeira foi avaliada como satisfatória pelos empresários no terceiro trimestre, com 50,3 pontos, 1,5 ponto acima do segundo trimestre, quando a avaliação era insatisfatória.

O acesso ao crédito continua sendo avaliado como difícil, com 47,1 pontos. Entretanto, entre as grandes empresas a percepção foi de acesso normal com indicador em 50 pontos, contra 43,8 para as pequenas e 44,3 para as médias.