Atenas: UE deve considerar os sacrifícios dos gregos

Esse será o argumento da Grécia para pedir ao bloco que aceite uma renegociação de austeridade

Atenas – A Grécia pedirá à União Europeia (UE) durante a reunião de cúpula em Bruxelas que leve em consideração os sacrifícios do povo grego e aceite uma renegociação do plano de austeridade, segundo um documento divulgado pela imprensa.

O pedido, incluído em uma carta do primeiro-ministro Antonis Samaras, que se recupera de uma cirurgia no olho, será entregue pelo presidente do país, Carolos Papulias, que será o representante da Grécia na reunião, informa o jornal Ta Nea.

Na carta, Samaras recorda que as eleições legislativas de 17 de junho na Grécia, vencidas por seu partido, o conservador Nova Democracia, e que permitiram a formação de um governo de coalizão, demonstraram que os gregos votaram a favor de posições pró-europeias.

Os representantes dos três credores da Grácia (UE, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) viajarão na próxima semana a Atenas para avaliar a situação econômica do país.