Argentina estende até quinta-feira oferta por Letras do Tesouro em dólares

Oferta é uma tentativa do governo de frear a valorização do dólar no país, depois de a moeda americana ter se aproximado de 30 pesos na última sexta, 29

São Paulo – O Ministério da Fazenda da Argentina informou que irá estender até a próxima quinta-feira, 5 de julho, às 15h (horário local) o leilão de Letras do Tesouro em dólares com vencimento em 26 de julho de 2019.

A oferta é mais uma tentativa do governo argentino de frear a valorização do dólar no país, depois de a moeda americana ter se aproximado de 30 pesos na última sexta-feira. Às 16h22 (de Brasília), o dólar era negociado a 27,905 pesos, em queda de 1,18%.

De acordo com comunicado do Ministério da Fazenda, a decisão de estender o leilão, que se encerraria hoje, atende a um pedido de potenciais participantes e se deve também ao prazo limitado para implementação. Os investidores poderão comprar os títulos com dólares, pesos argentinos ou Letras do Banco Central (Lebac).

De acordo com a mídia argentina, o governo estima que a demanda pelas Letras do Tesouro em dólares fique entre US$ 2 bilhões e US$ 2,5 bilhões. Com a operação, o governo espera oferecer uma alternativa em dólares para os investidores que saem das Lebacs, de forma que esses pesos não sejam direcionados ao mercado de câmbio. Ao mesmo tempo, possibilitaria aos argentinos a opção de manter suas carteiras dolarizadas sem colocar pressão sobre o dólar.

Durante a semana, o banco central argentino deverá continuar com seus leilões diários de dólares, de forma que a oferta de Letra do Tesouro se somará aos esforços da autoridade monetária no combate à disparada da moeda.