Argentina e EUA assinam acordos de comércio e investimento

Os novos pactos buscam aumentar a cooperação para "prevenir e combater o crime grave" e fomentar o comércio e o investimento entre ambos os países

Buenos Aires – Autoridades americanas e argentinas assinaram nesta quarta-feira em Buenos Aires acordos em matéria de segurança, comércio e investimento em reunião prévia ao encontro entre os presidentes de ambos os países, Barack Obama e Mauricio Macri, informaram fontes oficiais.

A chanceler argentina, Susana Malcorra, o embaixador americano, Noah Mamet, a ministra de Segurança argentina, Patricia Bullrich, e de Interior, Rogelio Frigerio, se reuniram hoje no Palácio San Martín, sede do Ministério das Relações Exteriores, para assinar os acordos.

Os novos pactos buscam aumentar a cooperação para “prevenir e combater o crime grave”, regular o “lugar de oficiais de segurança a bordo” e fomentar o comércio e o investimento entre ambos os países, informou a Chancelaria em comunicado.

As autoridades também fizeram uma declaração em apoio à Organização dos Estados Americanos (OEA) e ao Sistema Interamericano de Direitos Humanos.

“Isto marca uma nova forma de trabalho, com relações maduras e inteligentes que nos ajudam a construir um futuro melhor, tal como nos disse o presidente Macri”, declarou a chanceler argentina.

Malcorra comentou que estes acordos representam “o início de um percurso” e “uma mudança importante” na forma que a Argentina tem de se relacionar.

A assinatura dos documentos faz parte de um pacote que inclui um memorando de entendimento entre a Unidade de Informação Financeira (UIF) da Argentina e o Financial Crimes Enforcement Network (FINCEN) dos Estados Unidos para prevenir a lavagem de dinheiro.

O presidente dos EUA, Barack Obama, chegou hoje à sede do governo da Argentina, em Buenos Aires, para se reunir com Macri em visita oficial de dois dias.

Acompanhado de sua esposa, Michelle, das filhas Malia e Sasha e da sogra, Obama chegou nesta quarta-feira à Argentina, após passagem por Cuba, para realizar uma visita que busca reforçar os laços e cooperação entre as duas nações.