Ano inicia com decisões da Rússia sobre carnes

JBS e Seara estão liberadas para exportar para o país, mas BRF Rio Verde e Rio Branco Alimentos têm restrições

São Paulo – O ano de 2014 vai começar com algumas novas decisões por parte do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor) com relação às situações dos estabelecimentos aptos a vender proteína animal ao país. 

Conforme a página na internet do serviço, a partir desta quarta-feira, 01, a unidade da JBS Aves em Nova Veneza (SC), de SIF 1155, estará com as importações de carne de aves, miúdos e gorduras liberadas.

Porém, a partir do dia 13, os embarques dos mesmos itens da unidade da Rio Branco Alimentos em Visconde do Rio Branco (MG), de SIF 926, ficarão temporariamente suspensos, com restrições temporárias.

O site ainda informa que a unidade de suínos da BRF de Rio Verde (GO), de SIF 1001, foi colocada em regime de controle reforçado desde ontem e a da Seara de Seara (SC, de SIF 490, está com importações totalmente liberadas desde o último dia 23. Com essas decisões, das 38 unidades brasileiras de aves autorizadas a exportar, 10 estão liberadas (sendo duas ainda submetidas a análises laboratoriais extras de amostras) e 28 com restrições temporárias.

Com relação a suínos, dos 21 frigoríficos autorizados, seis estão liberados (sendo dois submetidos a análises extras e outro a um controle reforçado) e 15 com restrições temporárias. Já em relação a frigoríficos que exportam carne bovina, das 56 unidades autorizadas, 34 seguem com restrição temporária e 22 estão liberadas.