Aneel concede diferimento tarifário à Copel

O aumento médio nas contas de luz da empresa caiu de 35,05% para 24,86%

Brasília – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) atendeu o pedido da Copel e concedeu o diferimento parcial do reajuste anual de 2014 da distribuidora de eletricidade paranaense.

Com isso, o aumento médio nas contas de luz da empresa caiu de 35,05% para 24,86%. Para alta tensão, como a indústria, o reajuste cai de 37,35% para 26,28%. Já para os clientes ligados na baixa tensão, como residências e comércio, a queda é de 33,49% para 23,89%.

De acordo com a Aneel, o diferimento tarifário é equivalente a uma arrecadação de R$ 616,311 milhões, e seus efeitos serão incorporados nos próximos reajustes da companhia.

“Se a empresa pediu esse diferimento após a aprovação dos seus acionistas, isso significa que ela tem condições de absorver essa redução de arrecadação até o próximo reajuste”, avaliou o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino.

A Aneel aprovou o reajuste da Copel em 24 de junho, mas o governador do Paraná, Beto Richa, anunciou no mesmo dia que iria pedir o diferimento para reduzir o porcentual aplicado às conta de luz do Estado.

Em 2013, o órgão regulador já havia aprovado um diferimento a pedido da empresa.

No ano passado, o reajuste médio aprovado inicialmente era de 14,61%, mas o governo paranaense optou por aplicar uma correção de apenas 9,55% nas tarifas das 4,2 milhões de unidades consumidoras atendidas pela companhia.