Anac reajusta teto de tarifas de aeroportos Galeão e Confins

Reajuste vale para as tarifas de embarque, conexão, pouso, permanência, armazenagem e capatazia

São Paulo – A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) reajustou os tetos das tarifas aeroportuárias dos aeroportos Galeão, no Rio de Janeiro, e Confins, em Minas Gerais, em 8,8963 por cento, segundo decisões publicadas nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.

O reajuste vale para as tarifas de embarque, conexão, pouso, permanência, armazenagem e capatazia. Tanto em Galeão quanto em Confins, a tarifa de embarque doméstico do Grupo I passou a 18,73 reais e a internacional a 33,17 reais, enquanto a de conexão doméstica e internacional passou a 8,62 reais.

Os novos tetos tarifários passam a vigorar nesta segunda-feira, sendo que as concessionárias devem divulgar as novas tarifas e podem praticá-las após 30 dias.

A concessionária do aeroporto de Galeão é composta por Odebrecht TransPort e Changi Airports International, enquanto a de Confins é formada por CCR e pela Flughafen Zurich.