América Latina fechará 2017 com crescimento de 1,3%

Projeções foram divulgadas hoje pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal)

Santiago do Chile – A América Latina e o Caribe fecharão o ano de 2017 com um crescimento econômico de 1,3%, que deve chegar a 2,2% em 2018, no marco de um contexto externo mais favorável do que nos últimos anos, informou nesta quinta-feira em Santiago a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

Em seu Balanço Preliminar das Economias da América Latina e do Caribe 2017, a organização das Nações Unidas destaca que em 2018 é esperado que a economia mundial cresça a taxas similares a este ano (em torno de 3%, com um maior dinamismo das economias emergentes frente às desenvolvidas).

O resultado regional em 2018, segundo a Cepal, será explicada em partes por um maior dinamismo do Brasil, que deverá crescer 2%, em comparação com os 0,9% de 2017, enquanto outros países que vêm crescendo a taxas moderadas terão uma aceleração no ritmo de atividades.