Alemanha pode crescer mais que 1,6% em 2015, diz FMI

No entanto, superávit em conta corrente consistentemente grande da Alemanha é motivo de preocupação, pois a demanda continua fraca nas economias avançadas

Berlim – A economia da Alemanha pode crescer mais que a taxa de 1,6 por cento em 2015, que o Fundo Monetário Internacional (FMI) projetou em abril se preços menores de energia e o programa de compra de bônus do Banco Central Europeu (BCE) tenham efeitos maiores que os esperados, disse a diretora-assistente do departamento europeu do FMI, Enrica Detragiache.

Enrica disse também numa entrevista em Berlim nesta segunda-feira que o superávit em conta corrente consistentemente grande da Alemanha é motivo de preocupação, pois a demanda continua fraca nas economias avançadas.

O governo alemão elevou no mês passado suas projeções de crescimento para 2015 e 2016 a 1,8 por cento encorajado por um aumento em novos empregos, pelo petróleo barato e o euro fraco.