Alemanha diminui previsão de crescimento em 2012 a 0,7%

A previsão anterior, que datava de outubro, era de um aumento do PIB de 1%

Berlim – O governo alemão cortou nesta quarta-feira em três décimos, a 0,7%, a previsão de crescimento da maior economia europeia em 2012, devido ao impacto da crise da Eurozona e da desaceleração dos mercados emergentes.

A previsão anterior, que datava de outubro, era de um aumento do PIB de 1%. Para 2013, a projeção é de um crescimento de 1,6%, disse o ministro da Economia, Philipp Roesler.

O ministro informou que a economia alemã crescerá 0,1% no primeiro trimestre deste ano, após retroceder 0,3% no quarto trimestre de 2011, embora tenha descartado a entrada em recessão (definida como dois trimestres consecutivos de contração do PIB em relação ao trimestre anterior).

O déficit público alemão em 2012 deve se situar em 1% do PIB e o desemprego será de 6,8% da população economicamente ativa, embora a evolução desses dados “dependa de maneira decisiva do crescimento e da estabilidade dos sócios europeus”, disse Roesler.

“Um crescimento contínuo da Alemanha só será possível se a Europa tiver um crescimento duradouro”, insistiu.