AES Tietê vai importar energia da Argentina e do Uruguai

O sinal verde para a importação de eletricidade foi dado em setembro do ano passado em meio a um cenário, naquele momento, de chuvas abaixo da média

São Paulo – O governo federal autorizou a AES Tietê a importar energia elétrica, “de forma excepcional e temporária”, da Argentina e do Uruguai, conforme portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

Trata-se da segunda empresa do grupo AES a receber essa autorização. Na semana passada, a AES Uruguaiana já havia sido liberada para importar energia dessas nações.

O sinal verde para a importação de eletricidade dos países vizinhos até dezembro de 2018 foi dado pelo Brasil em setembro do ano passado em meio a um cenário, naquele momento, de chuvas abaixo da média nos reservatórios das hidrelétricas do país.

A importação da Argentina deverá ocorrer por meio das Estações Conversoras de Garabi I e II, em Garruchos (RS), e da Conversora de Uruguaiana, localizada no município homônimo, também no Rio Grande do Sul.

Quanto ao Uruguai, a importação deverá ocorrer por meio das Estações de Rivera e de Melo, ambas naquele país, na fronteira com o Brasil.