Acrefi diz acreditar em crescimento do crédito da ordem 7% em 2018

Para presidente da associação, crédito continua andando porque, a despeito da alta da taxa de desemprego, não se fala no Brasil de grandes demissões

São Paulo – As concessões de crédito à pessoa física este ano deverão crescer algo como 7%, segundo previu nesta terça-feira, 8, o presidente da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), Hilgo Gonçalves. De acordo com ele, o crédito continua andando porque, a despeito de a taxa de desemprego estar muita alta, não se fala no Brasil de grandes demissões.

Segundo ele, na medida em que as pessoas vão vendo que seu emprego não corre risco, elas passam a ter mais confiança para contrair crédito. Hilgo ressalta que o crédito está crescendo pouco, mas de forma consistente, em linha com uma economia que está crescendo ainda forma lenta.

O crescimento previsto para o crédito pessoa física esperado pela associação neste ano será dentro de um cenário de crescimento do PIB na ordem de 2,5%, juro básico de 6,25% e inflação de 3,4%.