Abramat reduz a 3,4% projeção de alta de vendas no ano

Segundo a entidade, o corte da projeção é motivado pelo baixo desempenho das vendas no varejo, que tiveram queda de 4,5% em maio

São Paulo – O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), Walter Cover, anunciou na noite da terça-feira a redução das estimativas de crescimento das vendas neste ano, de 4,5% para 3,4%.

Segundo ele, o corte da projeção é motivado pelo baixo desempenho das vendas no varejo, que tiveram queda de 4,5% em maio, em relação ao mesmo mês de 2011. Nos últimos 12 meses encerrados em maio, as vendas no varejo recuaram 1%.

“Esse é um momento de atenção, pois as vendas no varejo representam metade de tudo o que é comercializado no setor de materiais de construção”, disse Cover. Ele acrescentou que os negócios também estão fracos no segmento de infraestrutura e obras comerciais.

Em contrapartida, destacou que o segmento de imóveis residenciais tem mostrado um bom desempenho devido ao grande volume de obras em construção e prestes a serem entregues. “No entanto, o volume de lançamentos de empreendimentos residenciais está baixo e afetará o setor de materiais de construção em 2013.”