Abinee pede a Mantega prorrogação de PIS/Cofins zero

Presidente da associação apresentou a Mantega números sobre arrecadação de tributos com venda de notebooks, desktops e tablets entre 2010 e 2013 com desoneração

Brasília – O presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato, pediu, na quarta-feira, 20, ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, a prorrogação da desoneração do PIS/Cofins para os bens de Tecnologia da Informação e Comunicação, que terminaria no final de 2014.

Para tanto, apresentou a Mantega os números sobre a arrecadação de tributos com a venda de notebooks, desktops e tablets entre 2010 e 2013 com a desoneração.

Segundo a Abinee, o volume arrecadado passou de R$ 1,9 bilhão em 2010 para R$ 2,8 bilhões no ano passado.

Um crescimento de 46% no período, ou 13,6% médio anual.

A Associação argumenta que a desoneração desses produtos gerou efeitos positivos para o mercado sem que isso tenha impactado negativamente negativamente a receita do governo.