Abia ainda vai calcular repasse da desoneração da cesta

Edmundo Klotz garantiu que a indústria de alimentos se comprometeu com o governo e com a sociedade a repassar ao consumidor todo e qualquer benefício gerado pela medida

Brasília – O presidente da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), Edmundo Klotz, afirmou nesta quinta-feira que ainda não é possível apresentar os porcentuais de redução dos preços da indústria ao varejo em função da desoneração da cesta básica.

“Os cálculos de impacto sobre os preços dos produtos desonerados são complexos, pois envolvem particularidades tributárias dentro das diversas Cadeias Produtivas, bem como questões adjacentes, como por exemplo a geração e o desconto de créditos presumidos”, explicou, por meio de nota.

Mas garantiu que a indústria de alimentos se comprometeu com o governo e com a sociedade a repassar ao consumidor todo e qualquer benefício gerado pela medida.

“As medidas adotadas pelo Governo Federal para reduzir a zero o PIS/Cofins e o IPI de produtos de amplo consumo no País são percebidas pela indústria de alimentos como acertadas e fundamentais para combater a alta da inflação e ampliar o poder aquisitivo do consumidor brasileiro”, destacou.

Segundo ele, as reuniões com o ministério da Fazenda têm sido diárias, desde segunda-feira (11), para dirimir dúvidas sobre a operacionalidade das medidas que desoneraram a cesta básica e, assim, compreender a redução real dos preços da indústria.