“2012 é o ano da desintoxicação da economia”, diz Mantega

Governo está praticando uma nova matriz econômica, segundo o ministro da Fazenda

São Paulo – O governo está praticando uma nova matriz econômica, afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em apresentação no escritório de São Paulo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) na manhã de hoje. O ministro afirmou que agora vem sendo praticada uma política monetária onde o controle da inflação se dá com o juro mais baixo.

O ministro disse que essa política monetária é mais eficiente, citando também o patamar de câmbio, acima de 2,00 reais – o que, segundo o Ministro “veio para ficar”. “Para completar, uma política fiscal anticíclica, estamos empenhados em reduzir tributos, essa é uma das alavancas importantes da competitividade brasileira e do crescimento”, afirmou.

“2012 é o ano da desintoxicação da economia, de modo que em 2013 poderemos sentir mais os efeitos dessas medidas”, afirmou Mantega. A economia estava adaptada ao juro alto, segundo o ministro, agora, é como se fosse uma “desintoxicação do juro alto”, que também vale para a questão do câmbio. “Estávamos adaptados a um câmbio mais valorizado, as empresas pegavam mais empréstimos lá fora, agora tem que migrar para o empréstimo interno, é toda uma adaptação”, disse.

A implementação dessa nova matriz macroeconômica demora certo tempo, porque a economia tem que se adaptar a essas novas condições, que são a transição de uma politica monetária e cambial, segundo o ministro. “O Brasil estava viciado em juros altos e câmbio valorizado. A economia se adapta a essas condições”, disse.

“Nossa prioridade é o estímulo ao investimento, que é o que mais sofre diante de um cenário de crise”, disse. A medida ideal para o crescimento salutar é quando o investimento cresce o dobro do PIB – o que o Brasil conseguiu no período entre 2007 e 2010, segundo o ministro.

O governo projeta um crescimento de 8% do investimento em 2013 – seguindo sua projeção de 4% de crescimento. Mantega citou que o país precisa melhorar a infraestrutura e tem um grande programa para isso – já foram feitos lançamentos de ferrovias, por exemplo. Nas próximas semanas será lançado um grande programa de portos, segundo o ministro. Mantega afirmou que o mercado de capitais também tende a se desenvolver.