Uso excessivo de smartphones pode ser sinal de problema psicológico

Estudo indica que usar demais o celular pode ser reflexo de condições psicológicas

São Paulo – Você não larga o smartphone durante o dia todo? Isso pode ser sinal de problema psicológico. É o que indica um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Toledo, nos Estados Unidos.

A pesquisa relacionou o uso demasiado do celular com sintomas de ansiedade e depressão.

Entre os estudantes entrevistados, os que lidavam melhor com emoções negativas reportaram menores problemas de uso excessivo de smartphones. Eles também reportaram maior atenção voltada ao presente. Quem disse usar demais o celular informou que já deixou de dormir o suficiente ou deixou de fazer um trabalho planejado.

O estudo foi realizado com 261 estudantes universitários, ao longo de um mês.

Como a amostragem é limitada, Jon D. Elhai, um dos responsáveis pela pesquisa, admite que outros trabalhos podem ser benéficos para uma conclusão científica bem aceita na comunidade.

Outros estudos

Outro estudo da Universidade de Derby e da Universidade de Nottingham Trent, no Reino Unido, ligou a estabilidade emocional ao uso de smartphones. A conclusão informa que as pessoas têm mais chances de usar seus aparelhos quando estão se sentindo ansiosas, e que pessoas com problemas de saúde mental tendem a ver seus celulares como uma forma de terapia, o que aumenta o tempo de uso. O estudo foi feito com 640 entrevistados, com idades entre 13 e 69 anos.

Fora isso, um levantamento da consultoria Deloitte, de 2016, indicou que os americanos olham para seus smartphones 47 vezes ao dia. O número sobe para 87 quando considerados apenas dados de pessoas com idades entre 18 e 24 anos. A pesquisa indicou que 40% dos participantes olhavam para seus celulares cinco minutos após acordar e 30%, cinco minutos antes de ir dormir.

Também em 2016, a Apple informou que o número médio de desbloqueio de telas entre usuários de iPhones era 86 vezes.

Veja também