Uma peça de 60 cm foi responsável pela explosão do foguete da Space X

Elon Musk disse que o acidente não deve afetar o contrato da empresa com a Nasa

Uma escora de aço de 60 centímetros de comprimento foi a culpada pela explosão de um foguete Falcon 9 da SpaceX, segundo uma investigação preliminar. 

O CEO da empresa, Elon Musk, afirmou nesta segunda-feira (20) que a peça, fornecida por uma empresa que não teve o nome divulgado, “era algo que jamais deveria ter falhado nesse nível de pressão”.

O acidente também destruiu a espaçonave Dragon que a Falcon 9 estava carregando para o espaço. A Dragon, uma espaçonave reutilizável desenvolvida pela SpaceX, deveria reabastecer a Estação Espacial Internacional com comida e equipamentos.

Em sua primeira declaração pública sobre o desastre, Musk afirmou que a escora “parece ter sido fabricada incorretamente, mas não era possível saber disso a olho nu”. A peça segurava um tanque de hélio pressurizado e resfriado por oxigênio líquido, usado para alimentar o motor do foguete.

O executivo também afirmou que a Dragon poderia ser salva. “Se o software tivesse acionado o paraquedas, a Dragon poderia ter sobrevivido”, afirmou Musk. “Estamos acrescentando programas adicionais para que a espaçonave sempre tente se salvar nesses casos”. 

O acidente levou 0,893 segundos para acontecer. “Quando milissegundos importam, é muito difícil definir as coisas corretamente”, afirmou. “É muito complicado testar um módulo de foguete. A única maneira de testar sem erros seria ter uma centrífuga enorme que não existe na Terra.”

Musk acredita que a SpaceX relaxou após vários lançamentos bem sucedidos. “A empresa como um todo, acredito, ficou bastante complacente nos últimos sete anos, após vinte sucessos seguidos e essa é uma lição importante que devemos levar para o futuro”, disse.

O CEO revelou que sempre pede que seus funcionários o alertem sobre qualquer possibilidade de um teste dar errado. “Peço para eles me ligarem no celular se for preciso, mesmo se seus supervisores não concordarem. Mas acho que algumas vezes fica parecendo que é apenas o Elon sendo paranóico de novo”. 

Musk disse que o teste da próxima versão do foguete da SpaceX, o Falcon Heavy, foi adiado para meados de 2016. O acidente não irá afetar o contrato da empresa com a Nasa. 

Fonte: The Verge