Telescópio espacial dos EUA identifica mais 715 planetas

Acréscimos incluem 4 planetas de cerca de 2,5 vezes o tamanho da Terra que estão na distância adequada de suas estrelas para que possa haver água

Cabo Canaveral – Cientistas acrescentaram um número recorde de mais 715 planetas à lista dos mundos conhecidos fora do sistema solar, elevando o cômputo geral para aproximadamente 1.700, disseram astrônomos nesta quarta-feira.

Os acréscimos incluem quatro planetas de cerca de 2,5 vezes o tamanho da Terra que estão na distância adequada de suas estrelas-mãe para que possa haver a formação de água líquida em sua superfície, que se acredita seja essencial para a vida.

As descobertas foram feitas com o telescópio espacial Kepler, caçador de planetas da NASA, antes de ter sido deixado de lado por causa de um problema no seu sistema no ano passado.

O telescópio, lançado em 2009, passou quatro anos produtivos observando 160.000 estrelas-alvo em busca de sinais de planetas nas imediações, relativos à linha de visão do telescópio.

A contagem de planetas anunciada numa entrevista da NASA à imprensa nesta quarta-feira elevou o balanço confirmado de planetas do Kepler de 246 para 961.

Combinado aos resultados de outros telescópios, o número de planetas fora do sistema solar, ou exoplanetas, agora chega a quase 1.700.

“Nós quase dobramos, apenas hoje, o número de planetas conhecidos da humanidade”, disse o astrônomo Douglas Hudgins, chefe da exploração de exoplanetas na sede da NASA em Washington, em entrevista a jornalistas.

O salto na quantidade se deve a uma nova técnica de verificação que analisa planetas potenciais em conjunto em vez de um de cada vez. O método foi desenvolvido depois que cientistas constataram que a maioria dos planetas, como aqueles do sistema solar, tem mundos irmãos que orbitam uma estrela-mãe comum.

Os novos planetas descobertos reforçam evidências de que pequenos planetas, de duas a três vezes o tamanho da Terra, são comuns na galáxia.