Space X não consegue pousar com sucesso a 1ª fase de seu foguete Falcon 9

O foguete Falcon 9 colocou em orbita a sonda Dragon com sucesso em 14 minutos, mas o fato mais importante deste lançamento de aparência rotineira foi a tentativa de pousar sem dano algum a primeira fase do foguete

A empresa particular Space X pôs em órbita nesta terça-feira (14) a sonda Dragon, com material para a Estação Espacial Internacional (ISS), mas não conseguiu o feito histórico de pousar sem danos a primeira fase de seu foguete Falcon 9.

O foguete Falcon 9 colocou em orbita a sonda Dragon com sucesso em 14 minutos, mas o fato mais importante deste lançamento de aparência rotineira foi a tentativa de pousar sem dano algum a primeira fase do foguete. O executivo-chefe da SpaceX, o magnata Elon Musk, comunicou em sua conta no Twitter que a colocação em órbita da sonda foi um êxito, mas não conseguiram a reentrada suave do foguete, que foi “brusca demais para sua sobrevivência”.

Os engenheiros da empresa espacial esperavam que os 42 metros do foguete pudessem descer à Terra de maneira suave e, por meio de correções automáticas, posasse sem danos em uma plataforma flutuante no Oceano Atlântico. A empresa SpaceX já tinha tentado em uma ocasião anterior, embora sem sucesso, que a primeira fase de seu foguete retornasse à Terra, freasse seu descenso e posasse verticalmente na plataforma flutuante.

No entanto, desta vez parece que o foguete aterrissou com a velocidade adequada, mas, segundo Musk, “um excesso de velocidade lateral o levou a inclinar-se e desaprumar-se após a aterrissagem”. Uma aterrissagem bem-sucedida seria um marco no desenvolvimento espacial ao permitir a reutilização dos foguetes e economizar custos, um dos objetivos do programa da Nasa para fechar contratos com empresas privadas após o fim das missões da nave espacial.

A sonda Dragon transporta experimentos e equipamentos para a ISS, entre eles uma cafeteira para que os astronautas possam preparar café em seu lar a 400 quilômetros de altura.