Sonda indiana entra na órbita de Marte

Com um orçamento de apenas 74 milhões de dólares, a missão indiana custou uma fração da sonda MAVEN, lançada pela Nasa

A Índia conseguiu, nesta quarta-feira (24), colocar sua sonda espacial na órbita de Marte, um sucesso para esta primeira missão do país ao Planeta Vermelho, anunciou o primeiro-ministro Narendra Modi.

“A Índia conseguiu chegar à Marte. Felicitações a todos vocês, ao país inteiro. A história foi escrita hoje”, disse Narendra Modi na sede da Agência Espacial Indiana (ISRO), em Bangalore.

A sonda Mars Orbiter Mission (MOM) – também chamada de Mangalyaan – foi lançada no dia 5 de novembro de 2013. A MOM foi concebida e desenvolvida em tempo recorde e com um orçamento mínimo, mas tornou a Índia o primeiro país da Ásia a chegar a Marte, se unindo a Estados Unidos, Rússia e Europa.

Com um orçamento de apenas 74 milhões de dólares, a missão indiana custou uma fração da sonda MAVEN, lançada pela Nasa – a agência espacial americana – e que entrou na órbita marciana no domingo passado.

“Conseguimos em nossa primeira tentativa. A ISRO desenvolveu este engenho espacial no tempo recorde de três anos, e todos os indianos estão orgulhosos de vocês”, disse Modi aos membros da agência espacial.

A sonda indiana está equipada com censores destinados a medir a presença de gás metano na atmosfera de Marte, o que reforçaria a hipótese da existência de uma forma de vida primitiva no planeta.