Satélite militar russo cai na Sibéria por falha no lançamento

O instrumento seria usado com fins militares e civis, entre outras coisas, para garantir a comunicação entre navios, aviões e infraestruturas terrestres no Ártico

Moscou – O satélite russo de comunicações militares e civis Meridian caiu na Sibéria nesta sexta-feira devido a uma falha no lançamento com um foguete Soyuz, informaram as agências russas.

“Segundo as primeiras informações disponíveis, ocorreu uma avaria no terceiro andar do foguete. Sabendo disso, podemos dizer que o satélite caiu em território siberiano”, afirmou uma fonte espacial citada pela agência Interfax.

A agência Ria Novosti, citando uma fonte militar, afirmou que o aparelho caiu na região de Tiumen, na Sibéria ocidental, perto da cidade de Tobolsk. Não há nenhuma informação sobre eventuais danos materiais ou vítimas.

A Rússia lançou o satélite nesta sexta-feira a bordo de um foguete Soyuz, do cosmódromo militar de Plesetsk (800 km ao norte de Moscou).

O satélite Meridian seria usado com fins militares e civis, entre outras coisas, para garantir a comunicação entre navios, aviões e infraestruturas terrestres no Ártico.

Com este, são cinco os lançamentos sem sucesso deste ano na Rússia, de um total de 33, segundo a agência Interfax.

O fiasco anterior ocorreu em novembro, quando a sonda Phobos-Grunt, que devia dirigirse a um satélite de Marte, ficou em órbita ao redor da Terra.

Pior ainda foi o lançamento sem sucesso em agosto de uma nave de abastecimento dirigida à Estação Espacial Internacional, que paralisou durante três meses as partidas à ISS.

Este ano a Rússia lembrou o envio há 50 anos do primeiro homem ao espaço, o soviético Yuri Gagarin.