Rússia lança foguete com satélites para sistema de navegação Glonass

O lançamento é o primeiro de três satélites Glosnass-M depois da perda de outros que não conseguiram alcançar sua órbita programada e caíram no Oceano Pacífico

Moscou – A Rússia lançou nesta sexta-feira com sucesso, após um adiamento de um dia por problemas técnicos, um foguete Protón-M com três satélites de navegação Glonass-M, informou a agência espacial russa Roscosmos.

Os Glonass-M devem integrar a pequena frota do sistema de navegação russo Glonass, análogo ao GPS americano, que em sua composição definitiva conta com 24 satélites operacionais, oito por cada plano de órbita, além de vários aparatos de reserva.

O lançamento foi realizado a partir da base de Baikonur, às 9h42 no horário de Brasília, e ‘transcorreu sem novidade’, disse um porta-voz da Roscosmos à agência ‘Interfax’.

Ele acrescentou que o segundo o plano de voo o bloco acelerador do foguete deve situar os satélites em suas órbitas operativas a cerca de 19 mil quilômetros da Terra, às 16h41 no horário de Brasília.

Na quinta-feira, a agência espacial russa teve que adiar o lançamento devido a falha de um comutador das equipes em terra.

O lançamento desta sexta-feira é o primeiro de três satélites Glosnass-M depois da perda de outros aparatos dessa série em 5 de dezembro de 2010, quando eles não conseguiram alcançar sua órbita programada e caíram no Oceano Pacífico.

De acordo com a comissão investigadora, o acidente aconteceu por um erro na documentação, o bloco acelerador levava um excesso de 1,5 toneladas de combustível.