Peixe de 10 anos é operado para remover tumor cerebral

Em vez de sacrificar o animal ao descobrir a doença, casal de australianos preferiu fazer uma cirurgia

São Paulo – Quem tem um aquário em casa imagina que peixes não costumam viver mais do que um ou dois anos. Mas o peixinho dourado George já tem mais de 10 anos.

Seus donos, um casal de australianos, têm feito de tudo para que ele possa viver ainda mais, o que inclui uma cirurgia para retirar um grande tumor cerebral.

George não comia ou nadava quando o proprietário chegou ao hospital em busca de ajuda.

Em vez de sacrificar o animal ao descobrir a doença, o casal preferiu fazer uma cirurgia em George. O procedimento foi feito no Lort Smith Animal Hospital, em Melbourne.

Por ser um procedimento raro, o hospital publicou uma explicação sobre como a cirurgia de George aconteceu.

Foram usados três baldes na cirurgia: um com uma dose de anestésico pré-operatório, outro para manter o peixe anestesiado durante a operação, e o último com água limpa para a recuperação do peixe.

Primeiro George precisou nadar no balde com o anestésico. Quando o peixe adormeceu, Dr Tristan colocou um tubo na boca de George para que o oxigênio e a água com a dose de manutenção de anestésico do segundo balde tomasse conta de suas brânquias.

O procedimento durou cerca de 45 minutos. Depois, George foi colocado na unidade de recuperação. Ele recebeu injeções para aliviar a dor e antibióticos. O peixe começou a respirar por conta própria e começou a nadar quando os efeitos da anestesia acabaram.

Segundo o Mashable, George já voltou para casa com seus donos. Dr. Tristan Rich, o veterinário responsável, fez apenas 10 cirurgias em peixes durante sua carreira. Mas ele acredita que George pode ter ganhado uma sobrevida de mais 20 anos.