Ouvir música é sempre um prazer? Para 1% das pessoas, não é

Uma pesquisa feita na Espanha mostra que uma em cada cem pessoas não sente nenhuma sensação agradável ao ouvir música

São Paulo – Ouivr música não é sinônimo de prazer para todas as pessoas. Pelo menos, é o que afirma um estudo divulgado nesta semana pelo site da Current Biology, publicação da área de ciência especializada em biologia.

“O objetivo deste estudo é descrever as principais facetas da experiência musical que podem explicar a variedade observada na forma como as pessoas experimentam o prazer relacionado à música”, afirmam no artigo pesquisadores do Instituto Bellvitage de Investigação Científica, da Espanha.

Após submeterem cerca de mil universitários a uma pesquisa com formulários, eles identificaram um grupo de dez pessoas que considerava ouvir música uma atividade bem menos prazerosa do que outras – como sexo, exercícios físicos e alimentação. E foram então investigar as razões disso.

Testes

Para entender o fenômeno, os cientistas submeteram estudantes a dois tipos de teste. Num deles, os alunos tinham de atribuir notas a canções que escutavam. Em outro, eram desafiados a apertar um botão na hora certa em troca de dinheiro. 

A experiência foi realizada tanto com pessoas comuns quanto com aquelas que não eram fãs de música. E, segundo os cientistas, apenas o teste que envolvia dinheiro como recompensa gerava sinais de satisfação nos integrantes do último grupo.

No site do Instituto Bellvitage, é possível responder ao questionário que foi aplicado aos universitários avaliados pela pesquisa. De acordo com Ernest Mas-Herrero, um dos envolvidos na trabalho, a ferramenta é capaz de medir a sensação de recompensa que cada um tem ao ouvir uma música.