Odile deixa Baja California enquanto outro furacão se forma

A tempestade tropical deixou a península de Baja California, enquanto outro ciclone gerado sobre o Pacífico mexicano se transformará em furacão

Cidade do México – A tempestade tropical “Odile” deixou nesta terça-feira a península de Baja California, onde causou graves danos e forçou a evacuação de 26 mil turistas, enquanto o outro ciclone gerado sobre o Pacífico mexicano, “Polo”, se transformará em furacão nesta quarta-feira, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

Segundo as imagens e dados do último boletim do SMN, divulgado às 22h15 locais (0h15 de quarta-feira de Brasília), “Odile” está adentrando no Mar de Cortés e se encontra a 180 quilômetros ao sul de Puerto Peñasco, no estado de Sonora, ao qual chegará nas próximas horas.

Atualmente se desloca a 11 km/h em direção norte, com ventos sustentados de 85 km/h e sequências de 100km/h, e a projeção de sua trajetória indicar que virará rumo ao noroeste a caminho de Sonora, embora se descarte que recupere a condição de furacão até tocar terra novamente.

“A ampla circulação deste sistema manterá potencial de chuvas muito fortes a intensas no noroeste do país, assim como intensas rajadas de vento no norte de Baja Califórnia e Sonora”, acrescenta o comunicado.

“Odile” deixou de ser furacão após impactar na zona, à qual chegou com o nível 3 de intensidade dos 5 da escala Saffir-Simpson. Suas chuvas e ventos causaram graves danos à infraestrutura urbana, obrigando a evacuação de 11 mil pessoas, mas sem ocasionar vítimas.

Além disso, nesta manhã se formou mais ao sul do Pacífico a tempestade tropical “Polo”, que às 22h15 locais estava 375 quilômetros ao sul-sudoeste de Acapulco e apresentava ventos máximos sustentados de 85 km/h e sequências de 100 km/h.

Segundo as previsões do SMN, na tarde desta quarta-feira “Polo” se transformará em furacão, mas não passará da categoria 1.