Novo asteroide é batizado em homenagem a cineasta chileno

O asteroide "261690 Jodorowksy" foi batizado em homenagem ao cineasta, escritor, pintor e guru chileno Alejandro Jodorowsky

Paris – Um asteroide descoberto em Nogales, Arizona (oeste dos Estados Unidos), pelo astrônomo francês J.C. Merlin foi batizado de “261690 Jodorowksy”, em homenagem ao cineasta, escritor, pintor e guru chileno Alejandro Jodorowsky.

“Descobri este asteroide na noite de Natal, 24 de dezembro de 2005, com um telescópio de 80 cms no Arizona, que utilizei pela internet da minha casa”, explicou Merlin, que decidiu batizar o planeta em tributo ao “psicomago” nascido em 1929 em Tocopilla, Chile, e que mora há várias décadas em Paris.

O Minor Planet Center, organização afiliada à União Astronômica Internacional (IAU, na sigla em inglês), que é o comitê responsável por receber e divulgar as informações sobre as características dos planetas, asteorides e cometas, confirmou o nome do novo objeto celeste em 24 de julho.

São necessários vários anos de observação de um asteroide para que seja definitivamenente catalogado e para que possa ser batizado.

O descobridor do nuevo astro recebe então o privilégio de propor um nome ao Comitê de Nomenclatura de Pequenos Corpos da IAU.

O asteroide “261690 Jodorowksy” é um corpo rochoso de quase 5 km. Gravita na linha principal entre Marte e Júpiter, em média a 470 milhões de km do Sol e precisa de cinco anos e meio para terminar uma volta completa ao redor do Sol. Fica a 290 milhões de km da Tierra.

O diretor de “El Topo” e “A Montanha Sagrada”, criador com o ilustrador francês Moebius da história de ficção científica “El Incal”, “é um viajante do espaço, e de vastos espaços conhecidos e desconhecidos do universo, as galáxias e os planetas”, afirmou a editora do cineasta, Humanoides Associates.

O filme mais recente de Jodorowsky, “La Danza de la Realidad”, definido por ele como uma “autobiografia psicomágica”, estreou em maio no Festival de Cannes.