Nova tempestade solar atinge a Terra

Erupções solares são explosões na superfície da estrela, que acontecem por mudanças repentinas no campo magnético do Sol, emitindo enorme quantidade de energia no espaço

São Paulo – Um erupção no Sol enviou um jato com bilhões de partícula em direção à Terra na sexta-feira (15). A NASA capturou a intensa movimentação do Sol.

Erupções solares são explosões na superfície da estrela. Elas acontecem por mudanças repentinas no campo magnético do Sol e emitem uma enorme quantidade de energia no espaço.

As partículas solares lançadas na última explosão solar foram tão intensas que atingiram a Terra. Elas viajaram a 1,4 mil quilômetros por segundo rumo ao planeta, uma velocidade considerada alta para o fenômeno.

Segundo a NASA, os efeitos da atual tempestade na Terra devem ser de baixos a moderados. As partículas enviadas devem passar pela sonda Messenger e pelo telescópio Spitzer.

Essa energia também pode interferir em satélites, sistemas de telecomunicações e aparelhos eletrônicos na Terra. Mas essas tempestades solares não causam riscos imediatos para a saúde de quem está na Terra. Apenas astronautas fora da estação espacial e pilotos de aviões de caça ou de voos com rota transpolar podem ser prejudicados.

Vale lembrar que este tipo de fenômeno é normal. O Sol tem ciclos de atividade de aproximadamente 11 anos, com períodos mais intensos. O auge desse ciclo acontece agora, em 2013.